MARINA RUY BARBOSA e os casamentos malucos


Curiosidades a parte, já é o segundo casamento trágico que a atriz Marina Ruy Barbosa passa com uma personagem sua. E detalhe: com o mesmo autor.

Em Morde & Assopra, a personagem Alice ao se casar com o falso médico Guilherme (Kleber Toledo, atual namorado da atriz) acaba tendo na cerimônia a revelação que a faxineira e vendedora de cocadas Dulce (brilhantemente interpretada por Cássia Kiss Magro) que ela tanto odeia e tem preconceito, é na verdade é a mãe do noivo. Aí Dulce passa mal, Guilherme não socorre por não saber o que fazer, todos descobrem a farsa e Alice ao passar pelas velas que estavam na igreja, acaba tendo o vestido de noiva queimado, o que deixa também queimaduras em suas costas.

Cerimônia mais azarenta só o que irá  ao ar a partir de hoje (08/08) em Amor à Vida. Nicole, também vivida por Marina, tem câncer e descobre em Thales (Ricardo Tozzi) o seu primeiro amor. Iludida e sem saber que a sua acompanhante Leila (Fernanda Machado) está armando que seu namorado se case com ela pra herdar a fortuna da menina, que tem poucos dias de vida, decide realizar o sonho de se casar e deixar sua herança a ele, já que não lhe restou parentes. Outro fuá em cena: entra durante o casamento Lídia (Angela Rebello), governanta que passou a vida toda ao lado de Nicole, mas que foi mandada embora por uma armação de Leila que fez acreditar que ela roubou jóias da patroa, com fotos de Leila e Thales se beijando. Pronto, a menina cai dura no casamento e morre ali mesmo, pouco tempo depois de oficializar a relação.

Alguns dizem ser vingança de Walcyr Carrasco agora transformar a personagem em um espírito mudo, que vai atormentar a vida do casal golpista. Teremos que acompanhar pra ver o que será de Nicole na trama após a sua morte e torcer para que quem sabe um dia, Marina consiga uma personagem que consiga se casar de forma feliz e tranquila. Em Morde & Assopra a personagem perdoou, se regenerou em relação ao seu preconceito e se casou. Agora infelizmente não será possível. Fica pra próxima o felizes para sempre.

* Guilherme Rodrigues

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários :

  1. Depois de Gabriela eu pensei que Amor a Vida seria uma obra inédita o Walcyr, uma grande decepção. São as mesmas historias e situações de todas as suas novelas e o pior com os mesmo atores. A situação das joias na casa da Nicole ate valia em O Cravo e a Rosa, não hoje em dia. O enredo do Gentil/Atílio é quase a mesma coisa tbm de oCeA.
    Esse lenga lenga com o Bruno, Paloma e a filha parece as mesmas situações de O Profeta.
    O medico com a dona Bernarda tbm teve em outra novela o relacionamento de idosos.
    Só Valdirene que salva, mas é uma esquete.
    Sem contar que... Amor a Vida não existe!! Só tem gente ruim em cena.
    Felix, Cesar, Aline, Jaques, Clauce, Tales, Leila, Persefane, Patricia (querendo), Michel (safado), Dr. mulher do Michel (safada), Valdirene (golpista), Marcia (pilantra), Edith (prostituta) a mae del (tbm não presta) a Paloma (abilolada) mta gente do mal da novela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. So uma resposta pra vc eles tem dinheiro e vc nao ta ai lamentando do trabalho dos outros ao inves de ir caça serviço kkkk

      Excluir
  2. Pior é saber que a história mudou totalmente de rumo por causa de birra do autor com a atriz

    ResponderExcluir
  3. Quando a Nicole morreu no casamento a primeira coisa que eu pensei foi na Alice com o vestido pegando fogo!
    Esse núcleo perdeu o rumo, e a culpa é tanto da Marina quanto do Walcyr: a Marina porque não cumpriu com sua palavra, pois ela sempre soube que a personagem teria que raspar o cabelo. E o Walcyr por frescura, pois pra ele, a cena da Nicole raspando o cabelo era essenceial, não podia faltar. Odeio o Aguinaldo Silva (como pessoa e como autor), mas em uma coisa ele tinha razão: isso nem é novidade, já aconteceu em Laços de Família, e a cena da Nicole não seria tão emocionante e marcante quanto a da Camila.
    O Walcyr deveria dar um estímulo pra quem tem essa doença maldita, mas ele estragou a história metendo espíritimo que nunca esteve presente na novela.

    ResponderExcluir
  4. "Walcyrzices" a parte, para mim, o que salvou o capítulo de ontem foi aquela sequência do Félix. Carlito e Valdirene, em que a Valdirene chama o Félix de cafona e diz que ele tem a franja lambida; e os personagens Denizard e Ordália, que agiram como verdadeiros pobres em festa de gente rica, com direito a levar pedacinho de bolo pra casa e tudo.

    ResponderExcluir

.