Eliana versus Rodrigo Faro e a velha história da cópia

Nos últimos anos as produções preguiçosas de algumas atrações televisivas resolveram dedicar boa parte do tempo de arte dos programas que fazem parte aos ‘divertidos videos da internet’. Gugu, Eliana e Ana Hickmann são alguns dos que apostaram no filão, além de atrações como o “Tudo a Ver” e “Video News”.

O “Eliana” acabou se destacando por ter levado ao palco do dominical os tais “Famosos da Internet”. Como a criatividade dos brasileiros não tem limite, a apresentadora do SBT continua apostando no filão, agora em parceria com o Youtube.

Concorrente no horário, Rodrigo Faro estreou um quadro com formato parecido, o “Faroscar”, e bastou para que começassem as acusações de cópia.

Ao mesmo tempo Eliana anuncia o quadro “Disputa do Riso”, basicamente a mesma coisa que já foi explorada por Faustão, Tom Cavalcante e cia, como se já não bastasse o fato de, tanto ela quanto Faro, terem um quadro de namoro.

A propósito, o “Rede da Fama” já não é um “Pra Quem Você tira o Chapéu” moderno?

Em resumo, acusação de cópia, na TV atual, é chover no molhado. O velho guerreiro, Chacrinha, acertou em cheio quando disse que na TV nada se cria, tudo se copia. E isso, décadas atrás!

Os formatos se multiplicam, não se aposta num diferencial, o foco é o mais do mesmo. O curioso, no entanto, é que, mesmo com as duas atrações explorando os criativos videos da internet, nem assim se aproveita uma boa ideia. Os dois programas ou usam formatos comprados ou repetem o que todo mundo já fez.

E copiar é tão mais fácil que a Record resolveu ‘obrigar’ Rodrigo Faro a se inspirar em Gugu, antigo dono do horário.

É a máquina de xerox comendo solta nos bastidores da TV…

* Publicado originalmente em A TV Em Cena

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. É o velho ditado do 'velho guerreiro' sempre atual.

    ResponderExcluir
  2. É o velho ditado do 'velho guerreiro' sempre atual.

    ResponderExcluir

.