“Altas Horas” completa 13 anos no ar e horário ainda é dúvida na Globo

O “Altas Horas” completou na última segunda-feira (14), 13 anos no ar na TV Globo. O programa faz parte da leva de aquisições da emissora no início dos anos 2000, quando a rede contratou Serginho Groisman, Ana Maria Braga, Luciano Huck e Jô Soares, que estavam fazendo sucesso na concorrência.

Com o slogan “vida inteligente nas madrugadas”, a atração passou mais de uma década escondida na sequência do “SuperCine”, entrando no ar por volta da 1h da manhã. Ainda assim, registrando bons índices para o canal, mantendo a liderança e com boa repercussão junto à crítica.

Desde que a Globo passou a apostar em lutas de MMA, no entanto, a produção entrou diversas vezes mais cedo, na sequência do “Zorra Total”. Ao que parece, foi um teste para avaliar a aceitação junto aos telespectadores. Em julho, foi anunciado que o “Altas Horas”, durante as férias, seria veiculado mais cedo.

E foi ficando. A Globo, apesar disso, não deu uma posição final a respeito da permanência do “Altas Horas” depois do “Zorra”. A medida, cabe dizer, ampliou os índices do programa, que agora registra dois dígitos. Ao mesmo tempo, o “SuperCine” perdeu ainda mais pontos na nova faixa – é sabido que as produções cinematográficas andam em baixa na TV aberta.

A coluna questionou a Globo sobre a permanência do programa na faixa das 23h. Segundo a emissora, a atração comandada por Serginho Groisman continua sendo veiculada mais cedo, e seguirá assim até o final do ano. Não existe, no entanto, uma certeza com relação à programação 2014.

É possível avaliar, a partir disso, que a emissora está analisando a evolução da audiência do semanal. O resultado deve ser positivo, caso contrário, a Globo teria mantido o propósito de exibi-lo às 23h apenas durante o mês de julho.

Outra certeza, a respeito do assunto, é que, 13 anos depois, o slogan do “Altas Horas” continua fazendo jus ao que é apresentado. Mesmo quando a sexóloga Laura Muller está no palco, tratando sobre sexo, o nível da conversa segue elevado, e isso levando em conta que o horário de exibição permitiria mais.

Serginho Groismann, assim como os demais citados no início do artigo, conseguiu sobreviver mais de uma década na poderosa, mesmo com tantas apostas contrárias – com relação ao apresentador, Ana Maria e cia, ninguém escapou das previsões. E segue fazendo um excelente trabalho.

O “Altas Horas”, às 23h ou 1h da manhã, continua se posicionando como um dos melhores, senão o melhor, programa de auditório da TV nacional. Vida longa!

Ps.: a coluna torce para que o programa seja efetivado às 23h.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários :

  1. Agora que a globo está exibindo bons filmes no 'supercine',acho que a troca de horário deve ser feita c/ o 'altas horas',como era antes.

    ResponderExcluir
  2. Eu também odiei esta troca.
    Super Cine é a tradição das noites de sábado,pois ficou 29 anos indo ao ar na Globo às 23:15
    Altas Horas quer dizer madrugada
    Esta mudança foi bastante fútil e inútil

    ResponderExcluir
  3. Quando acabar o Zorra Total eu vou trocar de canal e quando começar o Super Cine eu coloco de volta na Globo.
    Assim,com certeza absoluta,o Super Cine volta ao seu horário nobre e o Altas Horas volta a cumprir o seu dever,que é ir ao ar na madrugada

    ResponderExcluir

.