Ana Maria Braga, "Domingo da Gente" e "Máquina da Fama" apostando no mais do mesmo

 

Há alguns dias Ana Maria Braga tem apostado num ‘novo’ quadro em seu programa, o “Você Poderosa”. De início, com o colunista Bruno Astuto criticando o visual da participante, o telespectador se sente assistindo ao “Esquadrão da Moda”, do SBT.

Depois, com a repaginada no visual, que vai além das vestimentas e acessórios, é possível encontrar vestígios de outro formato, o “Beleza Renovada”, da Eliana, que no passado também foi explorado por Márcia Goldshmidt, no “Espelho, Espelho Meu”. Se voltarmos um pouco mais no tempo, nos deparamos com o ‘Transformação’, do extinto “Planeta Xuxa”.

Mudando de canal, as últimas estreias do final de semana, com um “Domingo da Gente” envolto em diversas polêmicas e estreando com um pouco de tudo o que já foi visto na TV; no dia anterior, no SBT, o lançamento em cima da hora do “Máquina da Fama”, um “Famoso Quem?” refeito para ser comandado por Patrícia Abravanel, filha do dono da emissora.

A coluna já disse isso em outra ocasião, quando debateu as acusações de cópia entre as produções do “Eliana” e “O Melhor do Brasil”. Na TV atual, está difícil separar o original da cópia, ao mesmo tempo em que, muitas vezes, os canais compram um produto de fora.

No caso do programa de covers, pra quê gastar com um formato sendo que o próprio Silvio Santos passou a vida explorando esse tipo de apresentações em seus programas? Desnecessário.

Em resumo, a dúvida da coluna segue a mesma: será que com tantos profissionais no mercado, realmente não existe alguém criativo pra tentar fugir do mais do mesmo? É só isso que resta pra TV brasileira, a máquina de xérox?

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.