EMMY 2013: Qual novela brasileira merece levar o prêmio?


Esse ano algo inédito acontece para as produções brasileiras: duas novelas do país concorrem  ao EMMY de Melhor Novela: Lado a Lado e Avenida Brasil. O engraçado é que se trata da novela mais comentada dos últimos tempos e a menor audiência no horário das 18h (até o momento, pois Jóia Rara demonstra através dos índices de audiência ser uma grande concorrente ao título).

Uma novela de época, que debatia as questões do início do século XX, como o fim da escravidão e a opressão que as mulheres sofriam ao tentarem se impor na sociedade. De longe a minha favorita a vencer esse prêmio, Lado a Lado merece seja pelos excelentes cenários, figurino, direção de Dennis Carvalho ou então por interpretações incríveis de nomes como Patrícia Pillar, Marjorie Estiano, Camila Pitanga, Thiago Fragoso e o texto muito bem adaptado à época, mérito de Claudia Lage e João Ximenes Braga, que em produção de estreia já conquistam uma indicação de tamanha relevância. 

Mas se analisarmos a concorrente brasileira da novela das 18h, é quase carta marcada a vitória de Avenida Brasil. A novela mais vendida do país, que trouxe grande repercussão em outros países por até fazer com que a presidente alterasse um pronunciamento, sabendo que a população estaria hipnotizada pelo duelo de Carminha (Adriana Esteves, que até agora não existe explicação para a ausência na indicação de melhor atriz ao prêmio) e Nina/ Rita (Débora Falabella, tão brilhante quanto em cena). 

Avenida Brasil fez com que o brasileiro resgatasse com força total o costume de, seja onde for, estar comentando o que estava acontecendo na novela das 21h. João Emanuel Carneiro criou tanto protagonistas, quanto tramas paralelas que prendiam o telespectador, que ria e sentia ódio. Durante um tempo, ao andar em círculos, Adriana Esteves era a grande responsável por manter o público fiel e também soube humanizar e dar uma dosagem cômica perfeita para que a Carminha se tornasse uma das melhores vilãs que já assistimos. Ao analisar as duas produções, se for levado em conta a questão repercussão, já sabemos quem sairá vitoriosa, mas vale lembrar que Caminho das Índias de Glória Perez não era um primor em enredo, mas a estética e grandiosidade visual lhe rendeu a premiação, um caminho que seria viável à Lado a Lado, mas quem a acompanhou sabe que ali estava uma produção que era muito mais do que isso.

Além de uma concorrer com a outra, outras duas tramas estrangeiras disputam o prêmio. Entre outros representantes do país, temos Fernanda Montenegro, Marcos Palmeira e as séries O Brado Retumbante e Como Aproveitar o Fim do Mundo. A premiação ocorre nessa segunda (25/11), em Nova York. Resta-nos torcer por ambas, temos 50% de chance de levar o título. 

* Guilherme Rodrigues

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. Se não houver 'marmelada', 'avenida brasil' leva essa.

    ResponderExcluir
  2. 'Avenida brasil' não ganhou,mas 'lado a lado' sim.Se é da globo tá valendo.

    ResponderExcluir

.