EXCLUSIVO: Otávio Mesquita fala de novo programa, "O Aprendiz", de Danilo Gentili e sobre futuro na TV


Otávio Mesquita é um dos apresentadores mais divertidos da TV brasileira e, não à toa, suas atrações sempre tendem pro humor. No SBT, onde estreará o “Okay Pessoal!!!” na próxima segunda-feira (28), não será diferente: até a divertida personagem Tabata será resgatada.

Humor, informação, tecnologia, reportagens especiais, vídeos do arquivo da emissora, diversos colunistas abordando vários assuntos, assim será o novo formato comandado por Mesquita, que revela em entrevista exclusiva ao RD1 detalhes da nova empreitada e, também, trata sobre seu futuro profissional.

Confira:

RD1 - Muitas informações a respeito de sua saída da Band foram publicadas na imprensa. Te incomoda quando inverdades são noticiadas ou acha que faz parte do jogo?

Otávio - Me incomoda quando alguns veículos contratam pessoas que, além de não serem jornalistas, são mal informados e divulgam absurdos. Recentemente, uma pessoa do Rio de Janeiro, que se diz e se apresenta como jornalista, publicou em sua coluna que a Band havia mandado meus pertences em um saco de lixo. Falta de respeito e atitude de baixo nível! Qualquer jornalista que se preze sabe que a informação deve ser checada antes de publicada.

RD1 - O “Okay Pessoal!!!” terá colunistas que abordarão diversos tipos de assuntos. Como o programa foi formatado?

Otávio - Em reuniões com minha diretora e equipe. A Andrea Setti — diretora — tem uma visão bem moderna sobre tudo e isso me deixa mais à vontade. Ela cria e eu só alinho e vou administrando as loucuras deles.

RD1 - O que diferencia o “Okay Pessoal!!!” de suas atrações anteriores, o “Claquete” e “A Noite é uma Criança”?

Otávio - Todos tem o mesmo DNA. Bom humor, informação e descontração. O “Okay Pessoal!!!” está mais moderno, menos careta. Aliás, nunca foi, mas agora está mais solto!

RD1 - Como é chegar após Danilo Gentili ter ampliado os índices do SBT no início da madrugada? Aumenta a expectativa?

Otávio - Claro, Danilo foi importante para o crescimento da madrugada no SBT que já estava latente. Se você perceber, a própria Globo empurrou a programação para mais tarde. Vou bater de frente com Jô, só me ferro! (risos)

RD1 - Você vai resgatar o arquivo do SBT. Os telespectadores poderão participar, escolhendo o que gostariam de rever?

Otávio - Sabe que você me deu uma boa ideia? Está vendo como é nosso programa? Vou colocar em pauta. Por enquanto eu vou escolher, até por que conheço o SBT a fundo.

RD1 - De quem partiu a ideia de usar seu bordão como nome do novo programa?

Otávio - Foi em uma das reuniões. Estávamos sem saída, aí nosso editor disse: “Okay Pessoallllll!!! Mesquita, esse bordão é seu, que tal ??”. Gritei: “Caramba é esse o nome do programa!” (risos), e deu certo. É o melhor nome de todos que já tive.

RD1 - Suas atrações costumam apostar no humor. Como é o Otávio no dia a dia, bem humorado também?

Otávio - 95% humor e 5% preocupação para não perdê-lo. Diria que tenho outras emoções, às vezes triste, emotivo demais, preocupado, nada mais do que isso, mas nervoso.

RD1 - As pessoas cobram isso, de te encontrarem nas ruas e desejarem que você seja o mesmo Otávio da TV?

Otávio - Elas percebem. Não sou personagem, sou assim mesmo espontâneo, do bem, sem frescuras, sem assessores, sem empresário. “Do pó nóis veio… pro pó nos vai”. Somos todos iguais. Isso é constitucional, o fato de ser conhecido não me torna diferente de um funcionário meu mais humilde… Já passei alguns perrengues na vida.

LEIA TAMBÉM: Otávio Mesquita começa a gravar programa no SBT; veja fotos

RD1 - Seu nome esteve relacionado aos realities “O Aprendiz” e “A Fazenda”. Você realmente encararia um confinamento?

Otávio - Nem a pau! (risos). Se o Roberto me chamasse e me demitisse com certeza iríamos brigar, sair na porrada! (risos). Mas, de verdade, não seria meu perfil. O único reality show que participo é o meu Instagram @otaviomesquita.

RD1 - Após quase 30 anos na TV, o que Otávio Mesquita não fez, mas que gostaria de colocar em prática?

Otávio - Olha, de verdade, está me dando vontade de ter um dia um programa de auditório. Era talk show, mas desisti. Agora me deu um siricutico, quem sabe o Silvio não me chama para apagar algum incêndio? (risos). Mas estou de olho no programa estilo “Programa Livre”.

RD1 - Era mais fácil fazer TV quando você começou, ou hoje em dia, mesmo com a concorrência com internet e canais pagos?

Otávio - Nos anos 90 não tinha internet, meu maior concorrente era o travesseiro. Hoje, tem esse mundo de informação, mas eu me alinhei com ele e criei um quadro sobre tecnologia com o Jr. Nannetti que é um expert no assunto e bem conhecido na rede!

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.