Manoel Carlos perde uma oportunidade incrível em "Em Família"


Estou desconhecendo Manoel Carlos. Uma das coisas que eu sempre afirmei sobre o autor é "adoro os barracos do Maneco".

E aí, ontem, numa cena importante de Em Família, quando Cadu flagra Clara e Marina na escola, a briga pública com a esposa se resume à uma rápida acusação, seguida de um corte?

Como assim? Cadê o barraco?

Depois, conversam rapidamente em casa, e ela vai atrás de seu affair. Aí sim, o diálogo é longo...

No meio disso tudo, a insuportável da Helena, que só presta pra comandar leilão, dar conselhos pra Clara e questionar DIARIAMENTE se a filha está interessada no Laerte.

Tenho vontade de esganar ela e o Virgílio, criatura pastel e apática. Aff!

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários :

  1. Eu venho dizendo aqui há muito tempo: Maneco nao está escrevendo um triangulo amoroso onde o publico escolhe de que lado fica, ele está fazendo uma campanha em prol das lésbicas, portanto, dificilmente ele vai dar a chance do publico sentir a raiva e o drama pelo qual Cadu está passando. Já as cenas delas, claro serao longas e com um clima de amor dificil de comprar.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu estou com uma preguiça master dessa novela. O Maneco precisa de um supervisor de texto desde Páginas da Vida. Um supervisor ajudaria a dar a dimensão e ritmo que Em Família tanto precisa. Li na internet esta semana que já vão acontecer mudanças na novela (de novo!) para ver se chama a atenção do telespectador. Se a Globo fosse mais esperta, coloca a Lícia Manzo para supervisionar o texto do Maneco. Os dois tem uma pegada muito próximo e isso iria ajudá-lo. Outra coisa: a Helena da Julia Lermertz é a vilã da história. Uma protagonista chata e recalcada como nunca se viu em todas as Helenas até hoje. Para mim, a Shirley nunca foi vilã...ela é o alívio cômico da novela.

    ResponderExcluir
  3. Não basta apenas cortar as cenas de família no final da novela,ela precisa urgentemente de uma reviravolta,se não será um fracasso tal qual ou maior do que 'salve jorge'.

    ResponderExcluir

.