“Geração Brasil” é uma novela cheia de referências


Quando vi as chamadas de “Geração Brasil”, novela que estreou no horário das 19 horas, escrita pelos mesmos autores de “Cheias de Charme” pensei logo que seria complicado repetir o sucesso da trama anterior.  A julgar pelo primeiro capítulo, tanto autores e direção se cercaram de uma série de cuidados ao montar a história que gira em torno do personagem Jonas Marra.

Pra quem gosta de tecnologia, e está sempre conectado é um prato cheio para encontrar muitas referências entre uma cena e outra, como o anúncio feito pelo protagonista em referência a Steve Jobs, ou mesmo Tim Cook ao fazer um novo anuncio de produto em nome da Apple, mas se as apresentações se igualam as realizadas pela empresa da maçã, o logo da empresa Marra é uma abelha robô bem semelhante ao Android do Google.  

O primeiro capítulo já deu o tom que a novela terá. Não  é uma tão novela colorida  e musical como “Cheias de Charme” mas mantém o clima jovem da trama anterior ou até mais jovem, com edição videoclipada e efeitos visuais inspirados em séries americanas e britânicas como Sherlock  (em que o SMS que o personagem recebeu é exibido na tela) . Claudia Abreu faz direitinho seu trabalho, e mostrou  que de Chayenne só guardou o carisma, o que é ótimo.  

“Cheias de Charme” conseguiu criar e utilizar memes, e referências atuais para construir sua história assim como prender o público que passou a comentar a novela via redes sociais e viralizou o clipe das Empreguetes . Resta agora aguardar e ver qual surpresa tecnológica a nova trama das sete trará! 

Ansiosos?

*João Paulo Reis 

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. Avaliar se uma novela será ou não sucesso pelo primeiro capítulo é tarefa quase impossível,mas depois de dois fracassos no horário é bom a globo se prevenir.Vamos a alguns pontos positivos:A novela é ágil,própia p/ os jovens que vivem conectados.Alguns pontos negativos:Cláudia Abreu fazendo um personagem quase igual à anterior dos autores,inclusive o sotaque,outra coisa, a globo c/ tantas atrizes negras disponíveis , porque escolher Luis Miranda p/ fazer um personagem feminino,ao menos que ele seja travesti.Vamos aguardar os próximos capítulos.Desejo sorte p/ os autores.

    ResponderExcluir
  2. "Geração Brasil" já é a minha novela favorita. História boa, texto bem amarrado, direção caprichada e elenco bem escalado. Tudo bem que repetiu uma galera de "Cheias de Charme", mas está tudo tão bem construído que o telespectador embarca na história. Finalmente uma novela que salva na atual safra televisiva.

    ResponderExcluir

.