Novo sitcom da Warner, "O Andar de Baixo" segue divertido affair no ambiente profissional


 A velha máxima de que os opostos se atraem está no centro de O ANDAR DE BAIXO, o mais novo sitcom da Warner Channel. Assinada por Bill Lawrence (Scrubs e Cougar Town) e Greg Malins (Friends e How I Met Your Mother), dois dos principais nomes do formato na indústria, a série estreia no canal na terça-feira, 22 de julho, às 20h25*.

Na trama, Skyler Astin (A Escolha Perfeita) é Brody, um talentoso e promissor gerente financeiro que entra em parafuso após conhecer Jenny (Briga Heelan), a chefe do departamento de suporte e manutenção no prédio onde ele trabalha. 

Até então focado com uma rotina espartana de trabalho – ele levanta diariamente às 4h30 da manhã –, e, portanto, sem cabeça para outras questões a não ser o seu crescimento profissional e patrimonial, Brody se vê de repente obcecado em conquistar Jenny, que lhe seduz com um jeito descompromissado e leve de encarar a vida. Mas a concretização do romance passa por uma série de obstáculos.

Afora os preconceitos de parte a parte, a maior barreira é a imposta por Mr. Mansfield (John C. McGinley). Patrão e ao mesmo tempo uma figura paternal para Brody, ele é radicalmente contra o affair de seu funcionário e faz de tudo, inclusive apostas e chantagens, para mantê-lo com o foco somente nos negócios.

A segunda frente de resistência vem dos colegas de trabalho de Jenny, em especial de Harvard (Rory Scovel), o único na unidade com algum grau de especialização – ele é o homem da tecnologia. Secretamente apaixonado por ela, Harvard tenta rebater toda e qualquer investida de Brody à sua musa e não perde uma oportunidade de desmerecê-lo.

Outros destaques do elenco são Rene Gube, como Threepeat, o irreverente colega de escritório de Brody, além de Alexis Knapp, como a sensual e descomprometida Tori, e James Earl, como o simpático Derrick, ambos do núcleo da manutenção.

Produzida originalmente pelo TBS veryfunny sob o título Ground Floor, O ANDAR DE BAIXO já tem uma segunda temporada confirmada nos EUA. Em seu primeiro ano, a série registrou média de 1.8 milhão de telespectadores, sendo apontada entre as 10 melhores produções originais da TV paga americana.

Filmes recém saídos do cinema chegam mais rápido em novo serviço on-line; saiba mais

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.