"Geração Brasil": Mais uma tentativa de novela diferente que não emplaca — merecidamente


Não criei expectativas para Geração Brasil.

Cheias de Charme foi o máximo e, encomendar uma outra novela dos mesmos autores tão rapidamente, logo me lembrou o que foi feito com TiTiTi.

Deu certo, foi a maior audiência da história recente e logo veio Sangue Bom, que tinha lá suas qualidades e foi bem de audiência em comparação com Guerra dos Sexos, mas também não era um "nossa, que imperdível e maravilhosa".

Faz 14 anos que escrevo sobre TV e sempre repito a mesma ladainha: novela pra ser boa não precisa inventar a roda. O pano de fundo é o menos importante.

Está aí Boogie Oogie como prova: uma mistura de tudo o que já foi feito e agrada.

O mesmo vale para Império.

Geração é tão, mas tão ruim, que ficou posicionada ao lado de Além do Horizonte por puro merecimento.

E já vai tarde...

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários :

  1. Eu discordo, Endrigo. Geração Brasil não foi uma novela ruim. Teve ótimos momentos e foi ousada por fugir do convencional. Tb teve barriga na história, mas pagou o preço da audiência por resolver respeitar a cultura nerd e abordar os debates mais recentes sobre tecnologia. Quem não gosta deste assunto ou não entende se sentiu perdido. Mas penso que se a novela fosse didática demais ia ser pior e não ia interessar o público. O argumento do roteiro de Geração Brasil é muito bom e autêntico. Já Boogie Oggie é uma reunião de vários clichês de novela, além não respeitar historicamente os anos 70. Nem falo de Império pq não consigo assistir. Acho novela péssima...tudo que Aguinaldo já usou está ali, fora que essa coisa de uma família que briga por dinheiro e poder na trama principal não me apetece. Sinceramente, a melhor novela no ar é Malhação Sonhos. As abordagens, a construção dos personagens e o ganchos no folhetim que os roteiristas criaram para esta temporada estão muito bons. Um forte abraço

    ResponderExcluir

.