"Que ele descanse e fique na memória de todos!", diz Marcelo Serrado, negando continuidade do Crô


Marcelo Serrado, um dos atores mais prestigiados de sua geração, está próximo de completar 30 anos de carreira. Ele começou em "Corpo Santo", telenovela de 1987 produzida pela extinta TV Manchete. "Mais maduro como ator e pessoa e, penso eu, um artista mais interessante", diz o veterano, em entrevista exclusiva ao RD1, quando questionado sobre como avalia o Marcelo Serrado de hoje em comparação com o do passado.

Crô ("Fina Estampa"), Dan Dan ("Quatro por Quatro") e o delegado Nogueira ("Vidas Opostas") integram o Top 3 do ator, personagens que ele destaca e conta ter um carinho especial. Atualmente, o profissional tem produzido para o "Fantástico", e explicou sua ausência dos folhetins desde "Gabriela" (2012). "Fiz um especial de fim de ano na Globo que me tomou muito tempo, com ensaio de três meses exaustivos com Luiz Fernando Carvalho ("Alexandre e Outros Heróis"). Depois, fiz três temporadas do 'Fantástico', ou seja, não parei", resume.

Crô não foi o único homossexual vivido por Serrado, que está nos cinemas com "Rio, Eu te Amo", em que seu personagem tem um relacionamento com o de Ryan Kwanten, o Jason Stakhouse de "True Blood". Em meio a tantas denúncias de agressões físicas e verbais relacionados não apenas ao preconceito contra os gays, Serrado afirma que "estamos em 2014, chega de preconceito. É antigo, careta, estamos no tempo da liberdade, em que o amor tem que ser livre!".

Ainda sobre Crô, o espevitado personagem não terá continuidade, Marcelo garante: "Temos que saber partir pra outra, nos desapegar de algo tão forte como ele. Que ele descanse e fique na memória de todos!".

O veterano avisa que já tem previsão de voltar aos folhetins, além de outros projetos encaminhados na Globo: "Vou fazer um quadro de humor com a Ingrid Guimarães no 'Fantástico' e mais dois projetos de humor na Globo que o publico vai gostar. E ainda uma novela. Todos ligados ao humor!"

Versátil, Marcelo Serrado é autor e diretor de "A História dos Amantes", peça que vai gerar um longa. "Ano que vem vamos pra Sampa (com a peça). Os 'Gullane Filmes' compraram os direitos pra virar filme", comemora, afirmando que, "um dia, quem sabe", possa assinar um projeto também na TV.

"Meus últimos trabalhos todos tiverem um toque de humor. Fico feliz com o carinho do público", diz ele, sobre suas apresentações em outro segmento da comédia que tem feito bastante sucesso: o stand-up, com "É O Que Temos Pra Hoje". E para 2015? "Ano que vem, só coisa boa na TV!", completa Serrado.

Serviço

Marcelo Serrado está em cartaz no Teatro Renaissance (Alameda Santos, 2233, Jardins/SP) até o dia 29 de novembro, com o stand-up "É O Que Temos Pra Hoje", que tem apresentações todos os sábados, às 23h59. Vendas: www.compreingressos.com / (11) 2626-8038.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários :

.