"Alto Astral" mostra-se um acerto da Globo


Ideia original de Andréa Maltarolli, Alto Astral desde as primeiras notícias a seu respeito já causava curiosidade.

Ela escreveu fases de sucesso da Malhação e emplacou Beleza Pura, que era uma delícia de novela.

Assinada por Daniel Ortiz, a supervisão de Silvio de Abreu e direção de Jorge Fernando até me fazem lembrar um pouco de Guerra dos Sexos, que eu adorei, especialmente quando Marilu Bueno surge em cena.

Claudia Raia, que não gostei em TiTiTi, está ótima como Samantha, assim como Tiago Lacerda, Nathália Dill e Sérgio Guizé, que completam o "quadrângulo amoroso"

E ainda tem a Débora Nascimento que tem evoluído desde a Tessália — estava bem fraca em Avenida e já mosttrou-se melhor em Flor do Caribe.

Gosto também daquela menina sapeca, do parceiro da Samantha, o núcleo de Elizabeth Savalla, apesar de a atriz adotar sempre o mesmo tom para suas personagens... adora berrar, coideloco!

Enfim, é uma comédia romântica que ainda não é imperdível, mas que supera com vantagem o cocozinho que foi Geração Brasil.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.