Enfim, tchau "Parenthood"!


Em situações assim, fico extremamente feliz quando penso que Friends, Brothers & Sisters, Will & Grace e algumas outras poucas séries terminaram ainda no auge.

E deixando a sensação de que poderiam render mais.

É triste quando acontece o cancelamento, porém, é pior conferir uma produção que você curte perder o sentido. Ou você deixar de assistí-la.

Eu certamente não teria acompanhado esta temporada de Parenthood se não tivessem decretado a leva como final.

Muitas idas e vindas, personagens que já eram chatos ficando insuportáveis... como o Crosby.

Histórias que rendiam deixaram de existir, como Haddie e Alex, Sarah e o professor...

E nem exploraram a Haddie enquanto lésbica. No último ano, somente apareceu no final.

Vi os capítulos finais com má vontade, torcendo pra terminar logo.

Fiquei surpreso, no entanto, com o fato de, apesar disso, a história ainda ter me emocionado.

Sarah e Zeek são os responsáveis por isso. No penúltimo episódio e no último me arrancaram lágrimas.

Vi Parenthood por Lauren Graham e termino repetindo o que sempre falei: que sonho seria um pai como Adam.

Enfim, adeus Bravermans! Antes tarde do que nunca rs

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.