"Império": Othon, Nero e Lilia fazem de capítulo final um espetáculo


"Império" saiu de cena ontem (13) como a melhor novela das 21h desde "A Favorita" (opinião da coluna, cada um tem a sua!). Não achei "Avenida Brasil" essa Coca-Cola toda, exceto quando o assunto é Carminha: o trabalho de Adriana Esteves foi sensacional.

Já "A Favorita", foi a produção que basicamente revolucionou o jeito de se fazer histórias para o segmento no país, com a ideia ousada de o público somente descobrir quem era a vilã no meio do percurso. Na sequência, vários folhetins ficaram no quase.

"Passione", "Insensato Coração", "Avenida Brasil", "Salve Jorge" e "Amor à Vida" tiveram seus bons momentos, mas terminaram deixando a sensação de que ficaram devendo alguma coisa. E isso apesar do fenômeno de repercussão que foi "Avenida". Com "Império", além de superar as demais, Aguinaldo Silva escreveu seu melhor trabalho desde "Senhora do Destino".

Pesou contra o entrecho o fato da Globo ter esticado "Império" além do necessário, fator que também deu uma boa derrubada em "Boogie Oogie". Novelas menores são mais atraentes porque evitam o famoso embromation. Fosse menor, "Império" teria sido redondinha. Além disso, Silva, que estava adiantadíssimo, ficou nas mãos de Drica Moraes, que, sem culpa alguma, estava com a saúde debilitada e não rendeu o quanto Cora pedia. Depois, o novelista teve que correr contra o tempo com a troca de Drica por Marjorie Estiano.

O veterano, no entanto, saiu-se bem. As qualidades superam com vantagem os defeitos e, nesta sexta-feira, com um capítulo repleto de espetáculos de Othon Bastos, Alexandre Nero e Lilia Cabral, a produção se despediu superando os índices da antecessora, "Em Família". Aguinaldo fez milagre, pois pegou o horário derrubado após a rejeição sofrida pela trama de Maneco e ainda enfrentou horários de verão e político, festas de final de ano e Carnaval.

Sobre o Comendador, achei compreensível a morte de José Alfredo. Acabaram as brigas por poder ou entre Marta e Isis. O que se viu ali, foi que ele partiu e isso uniu os familiares, agora sem a companhia de José Pedro. Tenho lá minhas ressalvas sobre ele ser Fabrício Melgaço ou a relação entre o filho de Zé com Silviano e Maurílio, mas...

O importante é que finalmente um autor deu a Othon Bastos o valor que ele merece e, dessa forma, pudemos acompanhar diversas sequências arrasadoras desse monstro sagrado. Infelizmente, para os medalhões, grandes papéis são contados nos dedos. Pergunto: depois de "A Favorita", Mauro Mendonça e Ary Fontoura conquistaram o mesmo destaque? Pois é, salve Othon Bastos, e que Silviano lhe traga outros papéis à altura de seu talento!

E que em "Babilônia" Gilberto Braga volte aos bons tempos. O presente do autor está aquém de obras como "Celebridade", "Vale Tudo" e outras que fizeram história...

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. Eu não gostei de Império. A novela se safou mais pelo carisma dos personagens e não pela história em si....muita coisa truncada que não batia. Mas tiro o chapéu para o Aguinaldo Silva que fez milagre em meio a adversidades....voltou a fazer a novela das 9 ser assunto nas rodas. Tenho para mim que Babilônia é mais para novela de João Ximenes do que de Gilberto Braga e Ricardo Linhares. Gilberto teve um problema de saúde há uns anos e já não é mais o mesmo desde Celebridade. Insensato Coração e Paraíso Tropical foram medianas. Ricardo Linhares não é um dos melhores autores da Globo, na minha opinião. Não gosto do estilo de texto dele...e isso foi um dos motivos que me fez desistir de ver Saramandaia. Se fosse uma adaptação do Aguinaldão ia bombar muito mais, pois ele sabe fazer realismo fantástico como ninguém. João Ximenes me surpreendeu positivamente em Lado a Lado pelo ritmo da novela e por personagens bem construídos. Acredito que a Globo colocou Gilberto e Linhares mais para dar segurança ao João para que ele possa, daqui uns anos, fazer voos solos. Vou ver Babilônia só pelo embate entre Glória Pires e Adriana Esteves...acho que pode render bons momentos.

    ResponderExcluir
  2. Eu reconheço que a novela foi um grande sucesso,apesar de alguns críticos de tv,como o 'bicha' do Leão Lobo achar que foi uma das piores novelas do horário.Pelo menos foi melhor do a última novela do Manoel Carlos.

    ResponderExcluir

.