Britto Jr. tenta salvar "Programa da Tarde" e passa a semana destilando veneno


Acho que verdadeiramente o fim do Programa da Tarde nunca esteve tão perto. Escapou por pouco quando a Record desistiu de colocar Xuxa nas tardes, mas a situação está tão crítica que Britto Jr até usou suas redes sociais para pedir anunciantes.

E fez mais que isso. Criticou a imprensa e um internauta chamou minha atenção para uma postagem que ele fez no passado, contra mim, dizendo que meus comentários sobre ele eram inveja porque eu queria trabalhar na Record. Disse o mesmo sobre os que falam do programa dele hoje.

Eu particularmente não tenho a menor vontade de trabalhar na televisão, simplesmente porque gosto de gente de verdade. Pessoas artificiais ou que se acham mais do que são não são minha praia. E gente de TV adora se passar.

Depois da crítica, postou que "Ninguém precisa apagar a luz do vizinho para iluminar a casa. Boa 4a. Feira para todos" e "Operação lava-jato dando certo. Repararam como tem gente se entregando e entregando outros? Em todas as áreas. Quem não deve não teme".

Isso ocorreu em razão de Flávio Ricco vestir a carapuça. E também mencionou o dono do Notícias Populares.

Ora, em parte, Britto tem razão. O que tem de jornalista que aumenta e inventa por cliques, like Téo Pereira, não está escrito. Mas o que segura o Programa da Tarde? O quadro do Russomano.

Tanto é verdade que Marcelo Rezende vive reclamando da audiência. Poranto, uma mistura de veneno com verdade. Por mais que Britto poste foto dizendo não estar desesperado, a busca por anunciantes mostra o contrário.

Só tem um porém: disseram que o apresentador estava louco por afirmar ter a terceira maior audiência da TV, mas ele não estava errado. Ele se referia à faixa vespertina e não ao todo. Ler e compreender o que é dito é fundamental.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários :

  1. tv tenho visto pouca coisa mas sou fã do Cena pq é critica embasada e com classe bjs
    Cláudia Taissa

    ResponderExcluir

.