Histórico: Rebobina reúne Beatriz Segall e Cássia Kis Magro 26 anos depois de Vale Tudo


Para encerrar os temas da segunda temporada do "Rebobina", Zé Pedro recebe Beatriz Segall, Cássia Kis Magro e Narcisa Tamborindeguy no programa da próxima quarta, dia 15 de julho, às 22h30, no VIVA. Em "Vale Tudo (Por Dinheiro)", o apresentador e suas convidadas discutem riqueza, poder e ostentação. "A década de 80 foi a da grana. Ser rico não era pecado, e a ganância virou uma coisa até positiva. O maior exemplo do fenômeno foi a novela "Vale Tudo" (1988), com sua disputa entre a turma do dinheiro e do poder com o povo da honestidade e do trabalho duro", comenta Zé Pedro.

"Até hoje me perguntam 'quem matou a Odete?'", diz Beatriz, referindo-se a sua eterna vilã da trama de Gilberto Braga. O mistério parou o Brasil e mexeu com o imaginário do público, que só descobriu o assassino da personagem no capítulo final. "Odete que fez sucesso, não quem a matou", brinca Cássia, intérprete de Leila, a responsável pelo crime.

Depois de assistirem à famosa cena de Marco Aurélio (Reginaldo Faria) dando uma banana para o Brasil enquanto foge do país, Zé Pedro reflete: "Acho que foi a primeira novela que teve a coragem de assumir a impunidade.". Cássia concorda. "Precisávamos disso, vivíamos um momento muito difícil. E é com o que convivemos hoje, o mundo da mentira", opina. Narcisa completa: "'Vale Tudo' podia ser exibida agora, né? É tão moderna, bem atual. Esse negócio de dinheiro, da falta de ética, de passar por cima do outro sem o menor escrúpulo. O fazer tudo por tudo, né?".

Durante o programa, Zé Pedro ainda incorpora Gal Costa e interpreta "Brasil", hit que embalou a abertura de "Vale Tudo".

"Rebobina" é dirigido por Tatiana Issa, Raphael Alvarez e Guto Barra e produzido pela Producing Partners.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.