Nat Geo oferece acesso exclusivo ao voo de reconhecimento da nave New Horizons


No último 14 de julho, a milhões de quilômetros da Terra, a nave New Horizons fez história em seu primeiro voo de conhecimento de Plutão. A National Geographic Channel acompanhou cientistas de primeira linha no Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que trabalha em conjunto com a NASA, em uma missão histórica que chega ao limite do sistema solar.

O objetivo é captar as primeiras imagens claras e registrar os primeiros dados de Plutão, um "planeta anão" tão misterioso que nem sequer a poderosa lente do telescópio Hubble pôde registrar e que poderia ser a chave para revelar outros mistérios da galáxia. O mundo esperou com ansiedade que está avançada sonda completa sua viagem no próximo dia 14 de julho.

Com detalhes e testemunhos dos mais reconhecidos especialistas envolvidos neste feito e o por detrás da cena de uma das missões espaciais mais ambiciosas da NASA estreia em "Plutão: O Destino Final" no sábado, dia 25 de julho, às 21h15.

Conduzido por Jason Silva, apresentador da série de sucesso do National Geographic Channel "Truques da Mente", o programa especial "Plutão: O Destino Final", mostra o ambicioso projeto, desde seu início, até as horas finais de uma viagem de mais de quatro bilhões de quilômetros e mais de nove anos de duração, que implicou em um investimento de setecentos milhões de dólares. "Se me viram na série Truques da Mente, sabem o quanto me entusiasmo com as maravilhas do universo e o poder que tem a tecnologia para nos ajudar a conhecer mais ainda esses mistérios.", contou Silva. "Estamos ao ponto de realizar grandes descobertas sobre o último pedaço do nosso sistema solar", complementou.

Em 2006, a sonda New Horizons decolou de Cabo Cañaveral (Florida) impulsionada por um foguete para começar a travessia, se movendo pelo espaço em uma velocidade maior do que qualquer outro objeto feito pelo homem.  Livre da gravidade terrestre, New Horizons passou por Marte, depois pelos gigantes gasosos como Júpiter e seguiu com destino ao encontro final, um planeta menor que o Alasca, de apenas 2,250 km de diâmetro: Plutão.

O diretor da missão, o Dr. Alan Stern, um veterano em missões da NASA, comentou: "A maioria da equipe já trabalhou em missões durante grande parte de sua carreira. Quando alguém investe tanto tempo e esforço em um projeto, sente uma grande emoção em se ver nas portas de Plutão".

Quando Plutão foi descoberto? Por que Walt Disney estava tão fascinado com o planeta, que batizou um de seus personagens, o cachorro Pluto, em homenagem? Por que a União Astronômica Internacional decidiu tirar o status de planeta de Plutão e por que a as pessoas não gostaram dessa decisão?

"Plutão: O Destino Final" presta uma homenagem à um dos empreendimentos mais ambiciosos, ousados e arriscados da NASA e celebra o planeta Plutão. O documentário é uma produção da Bigger Bang Communications para National Geographic Channel. Com Iain Riddick como Produtor Executivo da Bigger Bang Communications e Hamish Mykura, Vice-presidente Executivo e Diretor de Conteúdos Internacionais da National Geographic Channels International.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.