Sense8 não é a última bolacha do pacote, mas tem seus atrativos


Finalizei Sense8, a série mais comentada da atualidade e mais uma produção da Netflix.

Não achei grandes coisas, mas alguns momentos são realmente bons e eles acontecem especialmente quando os personagens trocam de lugar quando estão em perigo.

Aliás, acho que essa seria uma experiência realmente muito boa caso não acontecesse apenas em histórias. As cenas de luta são bem vibrantes, tensas, especialmente as que envolvem a moça coreana (não decorei nomes).

Outro destaque foi quando o rapaz negro esfaqueou um monte, saiu em disparada e foi perseguido por um cara bravão em uma moto. 

Aliás, as sequências envolvendo os dois foram as melhores.

E no meio disso tudo teve algumas situações novelescas com o casal homossexual e a "intrusa". Ah, também são bem boas as cenas de sexo.

Por fim, não gostei do episódio final. No geral, dou 7,5 pela ideia, pela atuação do elenco, a direção. Quem sabe na segunda temporada, se tiver, a produção ganhe ares de imperdível no meu conceito. Por ora, ficou a sensação de que faltou alguma coisa.

Lembrando que é a minha opinião e ela não é igual a dos demais.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.