Como Será? comemora um ano no ar; descubra como Sandra Annenberg vai comemorar



O ‘Como Será?’ está completando um ano no ar. Para comemorar, o programa deste sábado, dia 15, exibe reportagens especiais lembrando seu caráter mobilizador. A reportagem que abre a edição ressalta as conexões incentivadas pela atração ao longo deste ano. A repórter Júlia Bandeira conversa com pessoas que entraram em contato com projetos sociais depois que eles apareceram no ‘Como Será?’. Uma das histórias apresentadas uniu Leonardo Precioso e o Instituto Gerando Falcões. O rapaz estava preso quando viu uma reportagem sobre a instituição criada por Eduardo Lyra, seu amigo de infância. Ao sair da cadeia, Leonardo procurou o Gerando Falcões e viu sua vida mudar. Está lá até hoje como coordenador de esporte e prestou vestibular para Educação Física. Também estão na reportagem as histórias de aproximação de Marianne Mayumi e da professora de balé Fernanda Bianchini, da Associação Ballet de Cegos, e dos médicos João Paulo e Viviane, fundador e voluntária do Instituto Horas da Vida.

Lançado no dia 8 como parte da comemoração pelo aniversário do programa, o ‘Tá no Quadro’ exibe o segundo episódio esta semana. O público conhece o trabalho de um professor numa escola da Zona Oeste de São Paulo que usa a dança para resolver conflitos e desentendimentos entre estudantes de uma mesma escola.
   
Este sábado, o ‘Como Será?’ também participa do Dia da Esperança. O programa abre o ‘Mesão da Esperança’, às 7h, com entradas ao vivo do apresentador Alexandre Henderson. O clima de solidariedade inspira o ‘Hoje é dia de...’, que vai às ruas de São Paulo e mostra como pequenos gestos podem provocar grandes mudanças nas vidas das pessoas.

A série de reportagens ‘Criança Esperança – 30 Anos’ apresenta o Instituto Flauta Mágica, de Cuiabá. O ex-aluno Weberson Almeida é o responsável por acompanhar o público num tour pelo projeto, que oferece aulas de flauta doce, balé e coral. Weberson fez parte da orquestra de flautas e hoje é hexacampeão brasileiro de karatê. A instituição foi uma das selecionadas para receberem o benefício da campanha no próximo ano. No estúdio, Sandra Annenberg recebe o coordenador do projeto, Gilberto Mendes, que lembra o início do Instituto e fala das transformações que eles possibilitam nas vidas de centenas de crianças e jovens.

Os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) também são tema do ‘Como Será?’. A repórter Roberta Chevitarese conta a história de Djan Moreira, conselheiro tutelar em Teresina. Ele é um ex-menino de rua que foi atendido por um Conselho Tutelar na sua infância. Agora, ele retribui a ajuda que recebeu exercendo o trabalho. Djan fala sobre sua rotina e as dificuldades enfrentadas no dia a dia. No estúdio, para falar das conquistas garantidas pelo Estatuto ao longo dos anos, Sandra Annenberg recebe o educador Reinaldo Bugareli.

Reportagem de Lisboa mostra como alunos de Itajaí, em Santa Catarina, e da Ilha do Pico, em Portugal, criaram um laço de amizade através de cartas, fotos, livros e vídeos. Depois de dois anos trocando experiências, 12 alunos catarinenses viajam para conhecer pessoalmente os amigos portugueses.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.