Adriana Garambone se despede de Yunet após mais uma grande vilã na carreira



Adriana Garambone é prova de que é possível fazer um grande trabalho fora da Globo e ter sucesso com ele. Com poucas oportunidades na platinada, ela fez uma carreira sólida na Record.

Desta vez, sai de cena com uma personagem que não existia na Bíblia e que foi a sensação de Os Dez Mandamentos. Yunet pintou e bordou entre egípicios e hebreus.

Matou, mentiu, forjou, se fez de boba, teve amantes e foi capaz de trair a própria filha, que dizia amar, pois na verdade só queria uma coisa: poder. E o resto que se exploda.

Curiosamente, foi ela quem terminou queimada por uma bola de fogo após a sétima praga. Ou seja, durou pouco o retorno ao palácio depois de um período toda desgrenhada em meio aos escravos.

A minha personagem favorita de Adriana era a Adelaide da inesquecível Essas Mulheres, outra vilã. Agora, as duas estão no mesmo patamar pois é impossível escolher apenas uma.

Yunet fará falta!

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.