Os acertos da novela Velho Chico

By | 4 comentários


Velho Chico poderia estar perto dos 35 pontos de audiência se Luiz Fernando Carvalho tivesse optado por uma direção mais tradicional e, nem por isso, menor como em Renascer e O rei do gado, dirigidas pelo próprio. A novela do Benedito é bela, mas densa e uma direção mais contemplativa, mais leve, daria um tom mais ameno e mais palatável à trama. Mas o diretor tem um gênio forte e não sei se abrirá mão do seu atual estilo, mesmo que seja para o bem de Velho Chico, que mesmo não agradando a todos segue com uma audiência um pouco maior que suas duas antecessoras. 

Velho Chico é maior que seus defeitos. Luiz Fernando Carvalho e equipe têm um grande mérito: o elenco. Foi dada oportunidade a muitos atores talentosos e desconhecidos do público que dificilmente apareceriam em uma novela das 9 dirigida por outra pessoa, muitos talentos do nordeste que se não fosse pela ousadia do diretor não teríamos o prazer de ver na tela da Globo em seu principal horário de novelas. Um outro fator que pesa a favor é a belíssima trilha sonora, também pouco obvia, longe dos modismos, contribuindo para o enriquecimento da trama. As músicas e os personagens se entrelaçam de forma magistral. Por fim, o grande trunfo de Velho Chico é o texto. Benedito Ruy Barbosa nos brinda a cada diálogo. A narrativa é lenta, há o discurso ecológico, às vezes demasiado,  mas o belo texto do autor passa por cima desses entraves.


Velho Chico num todo é uma grande obra de arte, só faltou mesmo a direção achar o equilíbrio nessa terceira fase para que a cenografia e os figurinos não tirem a espontaneidade e a verossimilhança do texto. É uma coisa fácil de corrigir, basta o diretor ser menos cabeça dura e aceitar fazer algumas alterações sem precisar de ser radical. Um abraço a todos e até a próxima.

* Por Gilmar Moraes

Postagem mais recente

4 comentários:

  1. O texto realmente é o ponto alto da novela. Além do elenco em que não há ninguém que destoe. Acho nesse trabalho o LFC está bem mais acessível. Mas de vez em quando dá umas loucuras estranhíssimas, mete o pé na jaca para valer.

    Talvez a Globo não tenha sido mais incisiva nas mudanças porque a audiência podia ser melhor. Mas ainda assim é maior que as duas novelas anteriores com o mesmo número de capítulos exibidos. E além disso tem sido uma audiência constante. Mas espero que nunca mais façam o que fizeram com Babilônia. Viraram a novela de cabeça para baixo e não adiantou nada. Só desagradou o público que estava gostando da novela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É certo que a audiência está maior. Mas temos que considerar que Velho Chico pegou o horário bem já que A regra do jogo começou mal, mas terminou com um bom ibope. Já A regra do jogo, que teve seus defeitos, além de enfrentar a melhor fase de Os 10 mandamentos ainda pegou o horário na lama de Babilônia. Isso deve ser levado em conta quando se compara as audiências. Quanto às mudanças, quando necessário, sou a favor. Temos exemplos de novelas que conseguiram se reerguer quando suas histórias foram mudadas. Mas é preciso saber fazer se não realmente a coisa fica pior. Quanto à Velho Chico não vejo necessidades de grandes mudanças. Bastava discretamente a direção ir despoluindo alguns cenários, mudando o visual, a roupa o cabelo de alguns personagens aos poucos que já iria melhorar bastante.

      Excluir
  2. E sabe o que é mais engraçado? É ler no blog da Keila Jimenez que ontem, uma quarta e dia de futebol na Globo, Dez Mandamentos encostou em Velho Chico e se você lê o post, o que diz é que Dez Mandamentos atingiu 17 pontos e Velho Chico fez 24 pontos, porém de acordo com o Dicionário Houaiss: Encostar=aproximar-se até tocar (Ex: Encostou o rosto (no dele) (p. 751). Sete pontos de diferença realmente não é encostar. Quando os Dez Mandamentos dava 21 e a Regra do Jogo dava 24, isso sim é encostar. Quando os Dez Mandamentos dava 25 e a Regra do Jogo dava 22, daí é ultrapassar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. A imprensa adora jogar com os números.

      Excluir