“Eu sou a minha pior inimiga e tenho plena consciência disso”, afirma Ana Paula Renault em entrevista ao Pânico

Ana Paula Renault não conquistou R$1,5 milhão ao participar da 16ª edição do Big Brother Brasil, mas com certeza alcançou as manchetes dos principais veículos do País e conquistou inúmeros fãs e até alguns inimigos.

A ex-BBB esteve nos estúdios da rádio Jovem Pan, nesta sexta-feira (29) e em um bate-papo descontraído revelou como foi feito o convite para participar da atração e como lida com a fama. Interpretando ela mesma na novela Haja Coração, da Rede Globo, Ana Paula assumiu que quer ser famosa.

“Era para eu ter entrado na edição de 2015. Eu estava em um evento em Belo Horizonte e um olheiro me viu, ficou me observando por horas. Depois de algumas eliminatórias, não passei e fiquei muito frustrada. Eu 2016, conversei com a minha irmã e decidi arriscar novamente”, comenta a ex-BBB.

Alvo de muitas polêmicas, a dona do bordão “Olha Ela” afirma que tinha certeza que não levaria o prêmio, mas que aceitou participar da atração por diversão. Ela se auto define como uma pessoa perigosa. “Nunca agredi ninguém fisicamente. Eu sou boa com as palavras e gosto de desqualificar o sujeito. Eu sou a minha pior inimiga e tenho plena consciência disso”.

Durante a entrevista, Ana Paula revelou que sempre sofreu preconceito por nunca ter trabalhado e ter uma boa condição financeira. “Ser rica não é xingamento, é uma constatação da realidade”, brincou.

Ana Paula garante que está solteira e acredita que não irá se casar. “Depois dos 27 anos não consegui mais ficar com ninguém. Dura no máximo seis meses”.

A entrevista completa de Ana Paula Renault pode ser acessada no portal da Jovem Pan FM.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.