Rapper Emicida fala sobre pobreza e discriminação no Camarote 21

No programa Camarote 21, que será exibido neste domingo (31/7), às 23h, na TV Cultura, ganha destaque uma conversa com o rapper Emicida. Em sua turnê pela Europa, ele fala a respeito da pobreza, democracia e discriminação social. Além disso, também é abordado o projeto de Street Art que transformou um bairro pobre de Roma em atração turística da cidade.
Ainda na edição, é apresentada a dura vida das mulheres fotógrafas de guerra, mostrada por meio de uma entrevista com a norte-americana Adriane Ohanesian, que recentemente ganhou o Prêmio Anja Niedringhaus de Fotojornalismo. A nova instalação chinesa em Viena, que traz coletes salva-vidas usados para refugiados em Lesbos, na Grécia, é outro tema que tem seu espaço garantido na programação.
E mais: O Museu das Máscaras, no sul da Itália, mostra o uso do acessório no atual Mediterrâneo. Já a Alemanha quebra recorde mundial ao realizar apresentação da maior orquestra do mundo, composta por 7.500 músicos. Outros destaques da atração são o artista berlinense Niklas Roy, que transformou um contêiner de navio em uma máquina musical, e a nova série sobre os hotéis malucos da Europa, que começa em grande estilo na Bélgica, em um chalé gigante com formato inusitado, inspirado no cavalo de Troia.
O programa
A série Camarote 21 faz um passeio pelo velho continente e mostra suas diversas formas de expressão artística, desde música, cinema, literatura, artes plásticas e arquitetura até atrações turísticas. Seu diferencial está na abordagem leve, que aproxima a arte do espectador que a aprecia, mas não é erudito. Apresentado pela jornalista Helena Coelho, é uma produção da DW Brasil.


Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.