Resumo Carrossel - Capítulos 361 ao 365 (01.08 a 05.08)

Capítulo 361, segunda-feira, 01 de agosto

Valeria conta para Daniel o que aconteceu com Davi. O garoto aciona a Patrulha Salvadora, mas todos estão envolvidos com a loja de games e o salão de beleza. Renê e Helena vão à sorveteria. A professora sente saudade de seus alunos e imaginam o que estejam aprontando. Daniel pede que a Patrulha Salvadora se reúna. O garoto avisa que Davi precisa da ajuda dos amigos. As crianças querem continuar a cuidar dos negócios, mas Jaime tem a ideia de dividir a turma. Uma parte irá ajudar Davi e a outra fica na loja e no salão. Adriano avisa os amigos que a loja de videogame está se espalhando pela internet e Jaime fica preocupado. A Patrulha Salvadora chega à casa de Davi para ajudá-lo a procurar Relâmpago. O garoto fala aos amigos o quanto gosta de sua tartaruga. Enquanto isso, na casa abandonada, as crianças estão exaustas de tanto trabalhar. Elas se espantam ao saber que fora da casa tem uma fila de clientes que querem devolver os jogos de videogame e receber o dinheiro de volta.

Capítulo 362, terça-feira, 02 de agosto

Na praça, a Patrulha Salvadora procura Relâmpago, mas não o encontram. Triste, Davi vai embora e seus amigos o acompanham. Ao chegarem à casa do garoto, sua avó pergunta se conseguiram encontram a tartaruga. Ao olhar no aquário, dona Sara percebe que Relâmpago está lá. Davi estranha e lembra que ao sair de casa para passear com o mascote, sua mãe o chamou e ele esqueceu de pegar Relâmpago e saiu com a caixa vazia. Apesar da distração do amigo, a Patrulha Salvadora fica feliz que tudo tenha terminado bem. Na casa abandonada, as meninas limpam a bagunça que fizeram. Laura cai e esbarra em um tijolo que cai e abre um buraco na parede. As meninas acham um diário velho.

Capítulo 363, quarta-feira, 03 de agosto

Na casa abandonada, Maria Joaquina, Laura, Valéria e Alícia encontram um diário velho, mas não acham a chave para abri-lo. As meninas se perguntam sobre quem será a dona do diário. As meninas vão à casa de Cirilo para pedir ajuda a José, pois acreditam que ele poderá ajudar abrir o misterioso diário. O pai de Cirilo consegue abrir o cadeado. Na casa de Maria Joaquina, as amigas se reúnem para ler o diário. A patricinha dá início à leitura e as garotas descobrem que o caderno pertence a uma garota, de oito anos, chamada Lola. A menina morava com seus pais, Olga e Laércio. O primeiro dia que Lola escreveu em seu diário, ela contou sobre a morte de seu irmão mais novo, ele havia morrido há uma semana, de difteria. Laura achou a história triste e as meninas questionaram o que seria essa doença e, aproveitando que estavam na casa de Maria Joaquina, resolveram perguntar a Miguel o que seria difteria para entender melhor a história. O doutor explica que a doença é algo muito sério e que hoje em dia existem remédios para o tratamento, mas que no passado quando alguém tinha essa doença, era algo que causava muita preocupação e que muitos não conseguiam sobreviver.

Capítulo 364, quinta-feira, 04 de agosto

Após a explicação de Miguel, as amigas entendem que o diário é antigo, provavelmente do ano de 1930. Alícia continua a ler a história e as amigas descobrem que Lola e sua família viveram numa época de guerra, onde Getúlio Vargas ainda era presidente do Brasil. No diário, a garota contava sobre como seus pais eram rígidos e demonstravam preocupação com a proximidade da guerra. Um dia, Laércio comunicou à família que havia sido convocado para servir ao exército durante a guerra. Lola ficou muito triste. Clara percebe a concentração das meninas e pergunta o que estão fazendo. Valéria diz que estão falando sobre a Segunda Guerra Mundial. A mãe de Maria Joaquina conta as meninas sobre essa época. Valéria fala para as meninas irem até a casa abandonada e buscarem mais pistas sobre Lola.  Chegando ao local as meninas começam a procurar algo que remeta a garota, mas, enquanto isso, Alícia continua lendo o diário para ajudar nas pistas. Lola conta que no período que seu pai ficou na guerra os dias se tornaram difíceis e o quanto gostava de ir à sorveteria. No mesmo momento Valéria encontra um cartão de uma loja e as meninas percebem que é de uma antiga sorveteria e que provavelmente é a mesma que Lola visitava com seus pais. Paulo, Kokimoto e Jaime conversam sobre as meninas. Os garotos acham as meninas muito chatas. Marcelina escuta e não concorda com os amigos. Alícia conversa com o dono da sorveteria que costumam frequentar, mas o homem diz que não conhece a antiga sorveteria. As meninas se desanimam e pensam que não conseguirão mais pistas. Valéria continua lendo o diário.

Capítulo 365, sexta-feira, 05 de agosto

As meninas descobrem que Lola (Mharessa Fernanda) recebeu uma carta de seu pai com a notícia de que estava tudo bem e que eles estavam ganhando a guerra. Firmino encontra com as garotas e diz que está sentindo falta de todos os alunos. As meninas o convidam para conversar e tomar um chá. Na casa do porteiro, Laura deixa escapar sobre a história de Lola. As amigas contam a Firmino sobre o diário que acharam e mostram o objeto e o cartão da sorveteria ao porteiro. Firmino, ao olhar o cartão, diz que conhecia essa sorveteria e que foi lá quando era mais jovem. Valéria, Alícia e Maria Joaquina vão à casa de Jaime e pedem ajuda ao amigo. As garotas contam ao garoto que a mecânica de seu pai era uma sorveteria no passado. Rafael confirma a história e diz que o antigo dono do imóvel deixou um baú cheio de coisas guardadas. As amigas ficam felizes e pedem para ver o objeto, assim poderão procurar pistas no baú. Alícia encontra uma caixa que tem cravado na madeira o nome de Lola. Maria Joaquina abre o objeto e encontra um kipá e desconfiam que a garota fosse judia.



Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.