Sem sensacionalismo, reportagens do Fantástico emocionam


O comecinho do Fantástico ontem só podia ser acompanhado com um lencinho do lado, pois as reportagens iniciais foram muito emocionantes.

Primeiro, o marido que não abandonou a esposa, com uma doença que vai acompanhá-la pelo resto da vida, e está preocupado em agradá-la. Acompanhados do filho, vão refazer trilhas, algo que ela adora.

Depois, gêmeos centenários, que esbanjam vitalidade e simpatia.

Mais adiante, veio as reexibições de matérias do Criança Esperança, que eu não assisti. A primeira com crianças que se recusavam a agir com preconceito com uma mulher negra, e outras com mães que abordavam pessoas nas ruas e as emocionavam ao contar sobre os filhos assassinados.


Tudo com delicadeza, sem apelar, tanto que não foram reportagens longas. Quem não viu, vale a pena procurar no site do Show da Vida.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.