Café Filosófico transporta Dom Quixote da fantasia para o mundo real


Neste domingo (21/8), o Café Filosófico analisa o livro mais lido do ocidente depois da Bíblia: Dom Quixote. A professora de História da América Colonial da USP (Universidade de São Paulo) Janice Theodoro explora o personagem por meio de questões contemporâneas com o tema Dom Quixote e a Loucura do Homem Que Vê. O programa vai ao ar às 22h, na TV Cultura.
                                                                                                           
Segundo Janice, o livro é uma aula sobre como a realidade se transforma em sonho e o sonho, em realidade. Por meio dele há uma defesa do homem justo e da consciência de cada um para o bem comum. A loucura de Dom Quixote, segundo a palestrante, é a loucura do homem que vê.

Hoje, o homem vive em uma sociedade que passa pela plena crise de responsabilidades. Os jovens não embarcam mais em fantasias. Antes, a esperança era vívida, e as pessoas acreditavam em ideais e ideias utópicos. Atualmente, no entanto, a crença não é tão simples, mas ainda assim os sonhos sobrevivem.

Se na sociedade do século XVI e XVII existia espaço para sonhar com um mundo melhor, em parte devido à influência da moral cristã, hoje é necessário bens materiais para que se possa classificar algo ou alguém. De acordo com Janice Theodoro, Dom Quixote ensina, sobretudo, a ver o mundo com outros olhos.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.