Minissérie Justiça: Elisa, quando a condenação não é suficiente

Elisa não encontra a paz, não importa se Vicente (Jesuíta Barbosa) foi condenado e passou sete anos atrás das grades. Ela é a mãe cujo coração foi corroído pela perda da única filha, Isabela (Marina Ruy Barbosa), assassinada em 2009 pelo noivo machista e controlador. Para ela, é um crime que só se paga com a vida – olho por olho, dente por dente.

Em 2016, Elisa namora Heitor (Cássio Gabus Mendes), professor e reitor na universidade onde ela leciona Ética. Um homem do Direito, ele é contra o plano da namorada, perigoso para o relacionamento dos dois e que pode comprometer a vida dela de vez. Mas como esquecer a noite daquele 28 de junho?
Tomado pela frustração, diante da falência do pai, Euclydes (Luiz Carlos Vasconcellos), Vicente perde o controle ao flagrar a noiva nos braços do ex-namorado, Otto (Pedro Lamin). Àquela altura, quando as vantagens financeiras do relacionamento viraram pó, Isabela reconsiderava a ideia do casamento. Mas não teve chance para uma conversa definitiva com o noivo.

Elisa presencia a cena, em choque. Irascível, ela se dedica desde então a aulas de tiro, à espera do dia em que terá Vicente sob sua mira. Na cadeia, entretanto, o assassino tem oportunidade de refletir sobre o que fez. Arrependido e atormentado pela culpa, Vicente não se sente digno da liberdade e só quer o perdão de Elisa. A transformação do ex-playboy vai confundir ainda mais os sentimentos desta mãe inconformada. O reencontro não será óbvio como a professora planeja, pois provocará um turbilhão de sentimentos – a começar pela aproximação dela com a pequena filha dele, batizada de Isabela (Fabiana Ferreira).

Vicente se casou com Regina (Camila Mardila), a honesta e batalhadora prima de um detento, ainda na prisão. Quando recebe o marido do lado de cá das grades, a vendedora de empadinhas só pensa em construir um futuro melhor para a família, instalada num modesto apartamento do edifício Holiday, no Recife. Mas vai se surpreender diante da força doentia da ligação entre Vicente e Elisa, duas pessoas marcadas pela mesma tragédia.

Elisa está no centro de uma das quatro tramas que compõem o enredo eletrizante de ‘Justiça’. Apresentada de segunda a sexta, com exceção das quartas, a minissérie acompanha a vida de personagens que foram condenados por motivos diferentes, mas têm trajetórias interligadas por um roteiro que leva a situações-limite nas quais os sentimentos mais humanos são revelados à flor da pele.

Com estreia em 22 de agosto, ‘Justiça’ é uma minissérie de 20 capítulos escrita por Manuela Dias, com a colaboração de Mariana Mesquita, Lucas Paraizo e Roberto Vitorino. A direção artística é de José Luiz Villamarim, e a direção é de Luisa Lima, Walter Carvalho, Isabella Teixeira e Marcus Figueiredo.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.