Othon Bastos é o entrevistado do Persona em Foco

O ator Othon Bastos relembra sua vida e trajetória no Persona em Foco desta terça-feira (9/8). O programa da TV Cultura, que vai ao ar vai ao ar às 23h30, conta com a participação do crítico de cinema Rubens Ewald Filho e a atriz Sônia Loureiro como entrevistadores. A apresentação é de Atílio Bari.
Othon Bastos construiu uma sólida carreira, com mais de 30 trabalhos no teatro, 60 no cinema e quase uma centena de personagens na televisão. Admirado pelo público e por seus colegas de trabalho, ele fala sobre sua família, sua origem e como, naquela época e local onde vivia – uma fazenda em Tucano, no interior da Bahia –, conseguiu se encontrar no teatro e se apaixonar por ele.
O ator relembra quando saiu da Bahia, na época em que sua mãe faleceu, e mudou-se para o Rio de Janeiro, a convite de uma tia de seu pai. Ele explica que, até então, nunca havia pensado em trabalhar como ator, mas era fanático pela leitura. Por isso, sua professora o convidou para recitar a poesia A Pátria, de Olavo Bilac, em uma apresentação na escola. No entanto, por seu mau desempenho, explica que chegou a pensar em nunca mais se envolver com as artes.
Durante a edição, ele também lembra o encontro com o grande amor de sua vida, Martha Overbeck, com quem está junto até hoje, completando 51 anos de casado. Entre as emocionantes memórias, ressalta: ‘‘O amor é como uma hóstia: devemos recebê-lo de joelhos’’. Além dessa história de amor, ele também dá ênfase para a parceria que construíram juntos, sobretudo na produção de peças de teatro, como a trilogia de Guarnieri.
Outro ponto que Othon traz à tona diz respeito ao caso Vladimir Herzog. Ele afirma que foi o momento em que a sociedade brasileira deu início à resistência efetiva contra a ditadura no teatro brasileiro.
Esta edição do Persona Em Foco conta com depoimentos de grandes nomes do mundo das artes e do jornalismo como Antônio Pitanga, Luiz Carlos de Moraes, Mário Masetti, Audálio Dantas e Tarcísio Filho. A mensagem que Othon Bastos deixa para os estudantes fortalece seu amor pela profissão: ‘‘Não pensem em sucesso. Não pensem absolutamente nessa coisa vazia que é o sucesso. Vocês devem pensar no trabalho de vocês, na dignidade de vocês, no respeito que vocês têm. Na verdade mesmo, e não na ilusão. Conversem com o personagem, olhem para o personagem, até que o personagem vire o ator e o ator, o personagem’’.


Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.