Justiça tem nível internacional; show de Adriana Esteves é imperdível



Justiça, com poucas exibições até aqui, já pode ser avaliada como um dos melhores trabalhos da Globo. Tem nível internacional, e com qualidade que já estamos começando a nos habituar por aqui, especialmente na faixa das 23h da Globo, com novelas e minisséries.

Por ser dividida em histórias diferentes, mas que são interligadas, fica fácil se identificar um pouco mais com uma ou outra. A da Adriana Esteves é minha favorita, muito em função do espetáculo que tem sido a atuação dela. Comovente.

Depois, me divido entre as de Jessica Ellen e Débora Bloch. A do Cauã Reymond não me atraiu, o que não significa que julgo como ruim. Mas acho que faltou explorar um pouco mais a vida da personagem da Marjorie Estiano.

Impressiona, acima de tudo, o fato de Manuela Dias ter emplacado duas histórias em um único ano na Globo. Não vi Ligações Perigosas, ma Justiça prova que ela fez por merecer.


E também que Adriana Esteves não é apenas a Carminha. Infelizmente, ela não conseguiu deixar a personagem no passado com Babilônia, por motivos óbvios, mas vira a página agora com a minissérie.

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

.