Record, SBT e RedeTV! estão com a razão: merecem receber por conteúdo na TV paga

By | Comente
Nos últimos dias, Record, SBT e RedeTV!, depois de negociações com operadoras de TV paga, decidiram romper com as mesmas por não entrarem em acordo: as empresas não querem pagar pelos conteúdos que elas oferecem.

Ou seja, os três canais não estarão mais disponíveis na TV por assinatura. É difícil saber quem perde mais com isso: as emissoras terão menos audiência, assim como as operadoras, e os telespectadores ficarão sem opções que já constavam em seus pacotes - certamente não terão desconto por isso, com a desculpa de que são "cortesia".

Como consequência, as três emissoras podem perder contratos publicitários ou ter redução no valor dos acordos - e até devem ficar sem anúncios das operadoras, como represália. Da mesma forma, as empresas de TV paga, cujo setor está em queda, tendem a lidar com uma nova fuga de assinantes - uma parcela dos fãs dos três veículos de comunicação certamente comprará a briga.

A questão é que Record, SBT e RedeTV! têm razão em brigar por serem remuneradas, assim como a Globo, que recebe tanto pelo conteúdo da TV aberta quanto por todos os canais da Globosat.

As três redes posicionam-se entre as maiores audiências do setor pago, ou seja, têm a preferência dos assinantes mesmo em meio a tantas emissoras disponíveis nos pacotes - a maioria com índices insignificantes.

Recentemente, o Grupo Fox "bateu o pé" e conseguiu levar a melhor em batalha similar com a SKY, depois de colocar o público para cobrar seu retorno ao line-up. A mesma coisa tem feito Record, SBT e RedeTV!, convocando seus fãs para insistirem que desejam seguir acompanhando seus programas no cabo.

É sabido que muitas pessoas assinam TV paga justamente para ver emissoras abertas em melhor qualidade. Mas será que isso agora realmente é necessário, com o desligamento do sinal analógico e as imagens chegando às casas com qualidade digital?

Com uma antena externa e um conversor digital, caso necessário, o consumidor se livra das mensalidades e, ainda, das dores de cabeça por ter que lidar com o desrespeito comum no setor – quem já passou horas com um atendente ao telefone sabe bem como funciona... 

Ou seja,  ... continue lendo
Postagem mais recente

0 comentários: